fbpx

Como aplicar o teste A/B no seu aplicativo?

Postado em 11 de junho de 2020.

74{icon} {views}

Muito utilizado para identificar oportunidades de aprimoramento, o teste A/B envolve comparar duas versões de um mesmo app ou site e verificar qual tem o melhor desempenho.

Para entender melhor o que é teste A/B, podemos explicá-lo como uma forma eficiente de descobrir qual das versões tem a melhor taxa de conversão e vale mais a pena manter. Por isso, neste artigo, falaremos mais sobre como ele funciona e como aplicá-lo.

A importância do planejamento no teste A/B

Antes de iniciar os testes, procure fazer um estudo sobre quais aspectos necessitam de aprimoramento e qual o objetivo do negócio com o app. Tenha em mente que todos os elementos devem estar otimizados e oferecer uma boa user experience.

Além disso, é essencial trabalhar técnicas de ASO para garantir a competitividade dos apps nas lojas.

Uma das formas de conhecer as necessidades e insatisfações dos usuários é por meio da análise de reviews. Entenda mais sobre como esse processo funciona em nosso e-book exclusivo “Inteligência de Reviews”.

Como funciona o teste A/B?

Os testes A/B são uma ótima forma para entender por que um usuário não fez o download do seu app. O que falta ali, ou tem demais, que não o agradou? A página do aplicativo é a primeira impressão da pessoa e é aí que começa a experiência do usuário.

Por exemplo, existem apps que precisam de teste para determinar até a cor usada em um lugar específico ou o tamanho do texto apresentado na descrição. Para outros apps, testar isso pode não ser necessário, já que outros elementos precisam ser aprimorados.

Google Play Console x App Store Connect

O primeiro ponto a ser considerado é de que os testes só estão disponíveis de maneira nativa no Google Play Console, além disso, é possível alterar a qualquer momento as informações que não estão em teste, como o título, por exemplo. Mas atenção! Essa não é considerada uma boa prática em ASO então analise muito bem a real necessidade dessa alteração.

No caso das informações que já estão em teste A/B é possível alterar caso sejam os mesmos campos. Do contrário é necessário encerrar o teste e subir um novo com as novas alterações.

Já no caso do iOS não é possível fazer edições a qualquer momento, já que só podem ser feitas quando o upload de uma nova versão do app é realizado..

O único campo em que é possível fazer alteração a qualquer momento é o texto promocional. No iOS, não há testes A/B na plataforma nativa. .

Para que o teste seja aplicado, o público que vai visualizar as diferentes versões do app é escolhido de forma aleatória e selecionado pelo próprio Google. O ideal é fazer o teste com uma divisão igualitária das pessoas entre todas as versões.

Campos aplicáveis

Assim, o teste A/B em aplicativos pode ser feito nos campos de curta descrição, longa descrição, ícone, banner, screenshots e vídeo. Já em outros pontos, como o título, tags e categoria, não é possível realizar variações.

Nesses casos, a aplicação deve ser direta e analisada a partir dos impactos nas métricas orgânicas e ranking de keywords nas semanas seguintes.

Sugerimos que essa análise seja feita comparando uma ou duas semanas anteriores à aplicação com uma ou duas semanas posteriores.

Diferentes idiomas

A plataforma do Google Play permite a aplicação de apenas um teste por vez, conforme o idioma. Desta forma, é preciso se encerrar um teste para iniciar outro em Português (BR), por exemplo.

No entanto, caso o app possua um texto otimizado para cada língua, é possível realizar de forma simultânea em até 5 idiomas.

Tempo e resultados

O Google Play recomenda que o teste fique ativo por, pelo menos, 7 dias. Isso porque é necessário mensurar o comportamento do usuário ao longo da semana e no final da semana.

A própria plataforma pode indicar que há dados suficientes com menos dias de teste, mas é preciso analisar se os resultados são satisfatórios para encerrar o processo. No RankMyAPP, costumamos manter ativo por 15 dias, assim podemos ter mais certeza sobre o resultado apresentado.

Durante o teste, é possível acompanhar:

  • Número de novas instalações;
  • Instalações ajustadas (número de instalações que a variável teria, caso estivesse aplicada para 100% da audiência);
  • Instalações retidas;
  • Desempenho (alteração esperada no desempenho da instalação comparada à versão atual).

O que analisar antes de aplicar um teste A/B?

Todo teste A/B executado só deve ser aplicado após uma análise detalhada dos seguintes dados:

  • Taxa de conversão durante o período;
  • Novas instalações do teste;
  • Novas instalações retidas no teste;
  • Intervalo de confiança do teste,
  • Evolução das Keywords (no caso de testes de curta descrição).

Geralmente os testes considerados como “vencedores” tiveram um impacto positivo sobre uma ou mais das métricas acima. Em poucos casos o teste pode ser aplicado sem obter resultados positivos nessas métricas. Isso só acontece quando a versão escolhida está mais alinhada com a estratégia de otimização de marketing do aplicativo.

Conte com o RankMyAPP!

Como vimos, o processo de desenvolver e aplicar o teste A/B envolve estudo e planejamento. Por isso, conte com as soluções corporativas do RankMyAPP para melhorar os seus resultados em mobile marketing.

Trabalhamos com tecnologia e inteligência de dados avançada para melhorar sua comunicação digital. Entre em contato com um de nossos especialistas e saiba mais sobre como o RankMyAPP pode te ajudar!.


Posts Relacionados

Related Posts

Artículos Relacionados

Tendências e comportamento dos usuários de apps de E-Commerce no Brasil

Especialistas do RankMyAPP trazem insights sobre os dados e estratégias: Número atual de downloads já é 74% maior do que a Black Friday em 2019

Data: 16 de julho às 16h

X