fbpx

Growth hack: como montar a melhor estratégia

Postado em 25 de abril de 2019.


Sem tempo para ler o artigo inteiro? Aperte o play e ouça a versão em áudio.

Você certamente conhece Ray Kroc, o grande responsável pela compra e expansão da maior rede de fast food, McDonald’s. Pois então, Kroc utilizou a estratégia de growth hack durante os anos 60, quando implementou os arcos dourados nas franquias do restaurante — um sucesso tão grande que está presente até hoje no logotipo da rede.

Growth hacking são estratégias que vão sempre visar o crescimento do seu negócio com ações específicas. Simplificando, ele seria a junção da visão de marketing com a soma da perspectiva de alguém de exatas, fissurado em testes e experimentos.

Pronto para aprender a montar a sua estratégia visando aumentar o número de downloads no seu app a partir do uso do growth hack?

Começando pelo bom e velho brainstorm

Com as inúmeras opções de aplicativos nas lojas virtuais, é preciso tornar seu app diferente e atrativo para conquistar novos usuários. Toda boa estratégia começa com uma pesquisa apurada.

Você pode, por exemplo, criar formulários para passar entre seus usuários, para entender o que eles buscam ou procurar por empresas que são referência no seu segmento de atuação, tendências do mercado e outras fontes de informação.

A partir das informações coletadas, faça um brainstorm com seus colaboradores. Isso mesmo, antes de qualquer experimentação, o primeiro passo para montar a sua estratégia de growth hacking é reunir a equipe para gerar ideias.

Como selecionar as melhores ideias

Depois de tudo anotado, o próximo passo é separar cada uma por ordem de prioridade. Para ajudá-lo na divisão, classifique as ideias baseado em três tópicos de importância:

  • Complexidade e/ou custo para implementação;
  • Chances reais de sucesso do experimento,
  • Consequências de resultados no app.

Procure concentrar as suas forças e a da equipe em ideias que realmente façam sentido para seu negócio e tragam resultados imediatos. Essa é uma dica essencial para quem planeja utilizar o growth hack.

Lembre-se que a intenção aqui não é resolver todos os problemas de uma vez e sim escolher um, resolver de forma rápida e efetiva, para poder partir para o próximo.

É hora da formatação dos experimentos

A formatação dos experimentos a serem realizados vai depender do estágio do seu produto. Aplicativos em fase inicial vão necessitar de planejamentos mais básicos e baratos. Portanto, as ideias vão estar ligadas ao tópico número um de “custo e/ou complexidade de implementação”.

Para ajudar na validação do seu experimento, a utilização de um Teste A/B é crucial, pois ajudará na medição de estatísticas. Assim, você terá a comprovação da sua hipótese e estará mais perto do acerto.

Colocando em prática

Com pessoas e ferramentas para growth hacking já determinadas, chegou a hora de colocar em prática as experimentações das ideias. Após a implementação, acompanhe de perto toda a operação e os primeiros resultados obtidos.

Importante: evite interromper um experimento antes de sua fase final. Caso isso aconteça, você não terá ideia se ele funcionaria ou não. Contudo, se os resultados piorarem gradativamente, talvez pausar seja a melhor opção.

Acompanhando os resultados

Depois de seguir a estratégia de growth hacking e aproveitar os experimentos que deram certo, a tendência é que o número de downloads do seu app cresça gradualmente. Para ajudá-lo, a análise dos resultados será um grande mediador do processo, portanto, observe todas as métricas.

Preocupe-se em contar com o ASO para garantir o melhor rankeamento do seu app. Com o uso do App Store Optimization no seu produto, as chances de estar melhor rankeado, dentre as diversas opções das lojas virtuais, resultará em um maior número de downloads.

Dicas de hacks mais utilizados

Agora que você já sabe montar uma estratégia de growth hacking, mostraremos alguns tipos de hacks utilizados no mobile marketing visando o aumento de downloads do seu aplicativo. Eles não são os únicos, mas possuem uma implementação mais fácil com um custo relativamente menor. São eles:

  1. Deep linking;
  2. Compartilhamento,
  3. App Store Optimization (ASO).

Para saber mais como funciona cada um e como eles ajudam o seu app a crescer, explicamos detalhadamente neste artigo.

Caso precise de ajuda para implementar o ASO no seu app, faça uma análise personalizada conosco e tire todas as suas dúvidas.

: