Início » Case Airbnb é o maior marketplace de aluguel do mundo
Mulher loira observando a tela de um tablet, onde está aberta a página do Airbnb.

Case Airbnb é o maior marketplace de aluguel do mundo

Você com certeza já ouviu falar dessa plataforma de reserva de acomodações. Desde sua fundação até agora, a empresa vem se desenvolvendo principalmente na área de marketing, tornando-se um exemplo de sucesso: o case Airbnb.

Ao longo dos anos muitas empresas se tornaram cases de sucesso. O mercado dedica-se a estudar como essas organizações alcançaram seus status. São feitas análises de diversos setores, tais como administração, finanças, operações e marketing.

No artigo de hoje, o RankMyApp vai falar sobre como o Airbnb tornou-se a potência que é hoje adotando técnicas de marketing e como podemos replicar isso para tornar o seu aplicativo em um case de sucesso. Continue a leitura!

O que é Airbnb?

O Airbnb é um marketplace de hospedagem. O seu formato de funcionamento é bem simples. Existem usuários que são donos de imóveis. Eles alugam a casa inteira ou parte dela (um quarto, por exemplo) para um hóspede.

O Airbnb opera apenas como intermediário entre as partes. Seu papel é criar a ponte entre os proprietários e os hóspedes. O marketplace também realiza a mediação do pagamento. É neste momento que a empresa retira a sua comissão no negócio.

Mas como as pessoas confiam na empresa, no proprietário e no hóspede, se esta é uma relação que parece não ter nenhum vínculo entre os participantes? 

O Airbnb adotou um sistema de avaliação bem rígido. Nele, tanto o proprietário quanto o hóspede precisam avaliar um ao outro, apontando elogios, reclamações, sugestões. 

Assim, o sentimento de confiança na operação recai sobre o background de avaliações tanto do proprietário quanto do hóspede. 

Como surgiu o Airbnb

A ideia surgiu em 2008. Dois amigos dividiam um apartamento em San Francisco, na Califórnia, e estavam passando por dificuldades financeiras para pagar o aluguel. 

A cidade sempre recebia diversos eventos e naquele ano ainda estava acontecendo a eleição para presidente, a qual Barack Obama foi o vencedor. Por conta da campanha e de outros eventos, muitas pessoas procuravam locais para se hospedar, mas esbarravam em hotéis lotados.

A dupla de amigos decidiu criar um site chamado Air, Bed and Breakfast para alugar colchões que estavam sobrando na casa para as pessoas que precisavam de local para dormir. Em um fim de semana, eles alugaram para três pessoas pelo valor de 80 dólares cada uma.

Os amigos perceberam que este modelo de negócio poderia ser lucrativo e escalável. Entre 2010 e 2012, o Airbnb já havia recebido rodadas de investimento. Inclusive de pessoas famosas como Barry Manilow e Ashton Kutcher.

Em 2020, a organização abriu seu capital no mercado de ações nos Estados Unidos. A empresa obteve US$ 102 bilhões na sua oferta pública inicial (IPO).

Economia compartilhada

Uma mulher entrega uma chave para outra mulher. Elas estão dentro de um casa.

Ainda que a ideia do Airbnb tenha surgido em um momento de inspiração dos seus criadores diante da dificuldade financeira, a empresa apenas cresceu e tornou-se o gigante que é hoje porque pegou carona em um movimento denominado economia compartilhada.

Esse movimento parte da ideia de que você não precisa ser dono de um determinado bem para utilizá-lo. Na economia compartilhada os serviços prestados são mais baratos, pois quem os oferece geralmente são pessoas comuns e não empresas.

  • Se uma pessoa tem uma casa e pode compartilhar ela, acaba virando uma nova opção de hospedagem além de um hotel;
  • Se alguém tem um carro e pode transportar pessoas, ele se torna uma opção aos táxis;
  • Se várias pessoas querem comprar um mesmo bem, elas se juntam e compram pelo preço de atacado;

Dessa maneira, é possível afirmar que o case AirBnb é um dos grandes exemplos em que a economia compartilhada trouxe ameaças para negócios tradicionais de diversos setores. Isto fez com que estes grandes negócios reconsiderassem suas atuações e buscassem melhorar suas operações.

Inovação disruptiva

A inovação disruptiva nos negócios nada mais é do que toda aquela renovação que busca mudar a maneira pela qual as operações são realizadas.

O case Airbnb talvez seja o maior exemplo de inovação disruptiva. A empresa queria mudar o mercado de hospedagens, tornando hegemônico o seu modelo de negócio, o marketplace de aluguel.

A organização tornou-se a grande rival de todo o mercado hoteleiro mundial.

O Airbnb é uma solução ou um problema para o turismo?

Uma mão segura um celular preto em cuja tela está aberto o aplicativo do Airbnb

A resposta para essa pergunta é um sonoro “depende”, mas em termos econômicos a empresa se tornou uma ótima solução para pequenas e médias cidades turísticas que não tinham uma rede hoteleira condizente com a demanda.

Para grandes cidades turísticas, o Airbnb acabou se tornando um problema socioeconômico. O turismo cresceu vertiginosamente, fazendo os comerciantes do centro dessas cidades “crescerem o olho” e aumentarem preços de produtos e serviços. O que acabou prejudicando a população local. 

Por esse motivo, Amsterdã, na Holanda, restringiu as regras para os moradores que disponibilizam imóveis no Airbnb. A cidade permite que eles só façam isso apenas 30 dias por ano.

Muito por conta dessas polêmicas e já se antecipando a eventuais problemas com populações locais, a empresa sempre busca alternativas que resolvam essas questões e investe em estratégias de marketing que aproximem turistas e população local. 

Estratégias iniciais usadas pelo Airbnb

Desde 2013, a empresa investe bastante em estratégias de marketing digital para tentar manter o seu público engajado.

Transformação digital

Em 2013 mesmo, a plataforma lançou o seu aplicativo para dispositivos móveis seguindo a tendência de transformação digital crescente na época. E a inovação constante continua até hoje.

Produção de conteúdo

Querendo cristalizar esse processo de engajamento, a empresa focou na publicação de conteúdos sobre a própria plataforma e sobre os anfitriões cadastrados. 

É muito fácil encontrar artigos no site relatando experiências de clientes que utilizaram o Airbnb para viajar ou para acomodar alguém.

Esse conteúdo explicita a preocupação da plataforma em sanar dúvidas de consumidores e assegurar uma boa experiência ao cliente. 

Diferenciação de consumidores

Com o tempo, o Airbnb começou a prestar atenção e a separar os diferentes perfis de clientes. Isso oportunizou à plataforma disponibilizar subprodutos que atendiam as necessidades específicas de cada perfil.

Sendo assim, clientes que utilizavam o Airbnb para viagens a trabalho e consumidores que buscavam acomodações de luxo eram segmentados e atendidos com sucesso pela companhia.

Todos esses são exemplos de como elevar o seu negócio a outro patamar. Trazendo inovação, conteúdo e cuidado com a clientela

Como funciona o marketing do Airbnb?

Mesmo que as práticas antigas que citamos não tenham sido esquecidas e sim aprimoradas, o marketing da empresa funciona da seguinte forma nos dias atuais.

Parcerias

Airbnb desenvolve parcerias com diversas outras empresas como redes de livrarias, operadoras de celular, companhias aéreas, empresas de limpeza e também com governos. 

Algumas destas parcerias são capazes de despertar muita curiosidade e barulho nas mídias digitais. 

Influenciadores e celebridades

O Airbnb utiliza uma estratégia muito interessante. A plataforma convida celebridades para se hospedarem em suas acomodações de graça em troca delas divulgarem vídeos, posts e reels em suas redes sociais sobre a hospedagem. 

Redes sociais

A empresa possui perfis extremamente ativos nas principais redes sociais. Todas as contas possuem milhões de seguidores e muito conteúdo é produzido em cada uma delas.

A plataforma possui uma grande parceria com o Google com o objetivo de implementar uma estratégia agressiva de anúncios na internet.

Qualidade das imagens

Apresentar um produto de qualidade na internet passa muito pelas imagens dos anúncios. Uma acomodação com fotos de qualidade tem muito mais chances de ser escolhida do que uma com imagem ruim.

Pensando nisso, o Airbnb incentiva os proprietários a tirarem fotos de boa qualidade e caso necessário, a plataforma conta com a parceria de uma rede de fotógrafos freelancers para auxiliar os anfitriões nesta tarefa.

Senso de comunidade

O Airbnb investe muito em um senso de coletividade. A empresa não seria apenas uma plataforma de aluguel de acomodações, mas também uma comunidade. 

Isso garante a confiança entre anfitriões e hóspedes na hora da conclusão da reserva. A plataforma também encoraja que as pessoas preparem perfis elaborados e detalhados e façam avaliações ao término dos períodos.

Praticidade

O Airbnb conseguiu implementar um sistema em que toda a negociação (Busca, conversa, pagamento e acerto) pode ser realizada em algumas horas e utilizando apenas o celular. 

É uma grande evolução na experiência do cliente em termos de praticidade para achar uma acomodação e um hóspede.

Programa de recompensas

A plataforma oferece diversos descontos e benefícios para usuários que indicam o Airbnb para amigos e conhecidos. Também há incentivos aos hóspedes que se transformam em anfitriões. 

Estilo de vida

O Airbnb trabalha de forma que seus usuários a vejam não como uma empresa, mas sim um estilo de vida em si. Onde a propriedade é trocada pela praticidade de “ter um quarto em qualquer lugar do mundo”.

Passos para criar um marketplace como o case Airbnb

Um homem mexe em um notebook aberto na página do Airbnb.

O marketplace é um modelo de negócio rentável e com muitas oportunidades, mas também demanda estratégia e planejamento. Veja agora alguns passos importantes que você deve tomar antes, durante e depois de colocar seu marketplace no ar:

  • Público-alvo: conheça e estude o seu cliente, qual o perfil dele, quais suas dores e seus anseios;
  • Nicho de mercado: procure nichos com boas oportunidades de crescimento, prefira aqueles que você possa ter eficiência em competir com a concorrência;
  • Preparação técnica: entenda e estude os desafios da gestão do marketplace e da administração empresarial;
  • Ferramentas: contrate soluções eficientes para colocar o seu negócio no ar;
  • Planejamento de marketing: um novo negócio digital precisa de um marketing eficiente para crescer, estude e crie um plano;
  • Feedbacks: esteja sempre atento ao que o público fala sobre seu negócio;
  • Multicanal: implemente vários canais de atendimento, isso pode tornar a relação com o cliente muito mais próxima.

Como o RankMyApp pode te ajudar?

Mesmo seguindo os exemplos de marketing digital implementados pelo Airbnb, é preciso ter um acompanhamento profissional para que tudo dê certo!

O RankMyApp ajuda o seu aplicativo em estratégias de mobile marketing, ASO, e App Growth. Somos a primeira empresa brasileira 100% focada em inteligência e performance mobile. 

Desenvolvemos a nossa própria tecnologia, assim, otimizamos e melhoramos a performance dos resultados dos aplicativos mais utilizados no Brasil e na América Latina. 

Já são mais de 600 clientes em 17 países, com diversos cases de sucesso. E para saber mais sobre o mundo dos aplicativos, entre em nosso blog e confira nossos artigos!