Início » Qual a importância do vídeo na loja de aplicativos e seu impacto na aquisição de usuários?
importância do vídeo na loja de aplicativos

Qual a importância do vídeo na loja de aplicativos e seu impacto na aquisição de usuários?

Todos os campos disponíveis para informações nas páginas de download de aplicativos são fundamentais para a aplicação de estratégias de marketing mobile. Contudo, qual a  importância do vídeo na loja de aplicativos? E quais as vantagens competitivas que essa estratégia traz?

A importância do vídeo na loja de aplicativos é decorrente do fato de que os vídeos mostram um pouco das funcionalidades do app.

Mas qual a importância do vídeo na loja de aplicativos e como ele impacta na aquisição de usuário? O RankMyApp preparou um conteúdo exclusivo sobre o tema para que você possa entender esse ponto e conferir outras vantagens resultantes dessa mídia.

Qual a importância do vídeo na loja de aplicativos?

Provavelmente você já acessou uma página de download de aplicativo e encontrou um vídeo promocional, apresentando um pouco das funções do app e suas principais vantagens.

Apesar de poucas pessoas assistirem essas mídias, de acordo com a agência Apptamin, elas proporcionam ao usuário a chance de conhecer melhor as funções e usabilidade do aplicativo sem a necessidade de fazer o download.

Isso é bastante positivo, principalmente para aqueles que estão em dúvida entre baixar ou não o app.

Também, de acordo com a Apptamin, o vídeo na app store acaba valorizando o aplicativo, melhorando os índices de conversões e, principalmente, o LTV (Lifetime Value).

Outro ponto observado é que dificilmente o usuário que assistiu a mídia antes de realizar o download desinstalou a aplicação móvel em um curto período de tempo.

Sendo assim, a importância do vídeo na loja de aplicativos ocorre por ser um fator chave no momento em que usuários encontram um app na App Store ou Google Play Store.

É ele que será uma das primeiras coisas a aparecer na lista, o que pode causar um grande impacto sobre os usuários, auxiliando, inclusive, no processo de baixar ou não o app na loja.

Um bom vídeo é capaz de mostrar o aplicativo em ação de um modo emocionante, inserindo elementos cinematográficos que apenas as capturas de tela não conseguem.

Por que você deve ter vídeo nas lojas de aplicativo?

Existem diferentes razões pelas quais você deve criar sua própria visualização do aplicativo. Desde o lançamento do iOS 11, por exemplo, os vídeos de pré-visualização da App Store aumentaram a taxa de conversão de aplicativos em quase 50%.

Como é possível perceber, você não deve simplesmente ignorar o poder das visualizações do aplicativo a fim de otimizar o nível de sucesso do seu app.

Aqui estão alguns dos maiores motivos sobre a importância do vídeo na loja de aplicativos:

  • Os usuários em potencial estão mais envolvidos em assistir a vídeos do que em ler textos ou visualizar imagens estáticas;
  • Com milhões de aplicativos na App Store e Google Play, os desenvolvedores de aplicativos não ficam surpresos ao ver como é complicado ganhar destaque nesse meio. Como a maioria deles não têm otimização suficiente, você pode facilmente superar a concorrência com uma estratégia de ASO correta;
  • Os vídeos de aplicativos são estatisticamente conhecidos por ampliar as taxas de conversão de apps, taxas de download e envolvimento do usuário;
  • Os vídeos simplesmente funcionam. Esse é o motivo que o YouTube é um dos sites mais visitados atualmente. Instagram, Snapchat e Twitter, por exemplos, estão seguindo a mesma tendência;
  • As visualizações de aplicativos têm o maior potencial de possibilitar que seus usuários entendam do que se trata seu aplicativo no mais breve espaço de tempo;
  • Os vídeos permitem que os usuários tomem decisões informadas. Isso quer dizer que os que baixarem seu aplicativo depois de assistir o vídeo do aplicativo terão menor possibilidade de desinstalá-lo, uma vez que já sabem o que estão baixando;
  • Você pode usar seu vídeo para impulsionar sua campanha de pré-venda. A Apple, por exemplo, tem um recurso de pré-encomenda de aplicativos em sua App Store.

Por que vídeo é melhor que screenshot?

No geral, todas as mídias são importantes e influenciam na taxa de aquisição de usuários. Se possível, use tanto screenshot quanto vídeos na app store.

Isso vai permitir que haja maiores chances de os clientes em potencial se interessarem pelas funções do app e ficarem curiosos em fazer o teste.

Se por acaso você não puder ou achar melhor não investir em um vídeo no momento, uma dica é apostar no banner. O Google Play Store, por exemplo, permite publicar screenshots no formato paisagem (16:9).

Em alguns segmentos, como os games, é muito interessante a sua apresentação contar com vídeos. Dessa forma, o usuário poderá ver mais alguns detalhes do jogo antes de fazer o download do aplicativo.

Nesses casos, opte por algumas cenas emocionantes, para instigar a pessoa a conhecer o app.

É preciso ressaltar que, com a nova atualização da política do Google em lojas de aplicativos, a visualização de vídeos se tornou mais rígida.

Assim, apenas os primeiros 30 segundos serão reproduzidos automaticamente na Play Store. Ou seja, os vídeos devem ser otimizados para esse tempo e demonstrar os recursos exclusivos do seu app em primeira mão.

Eles também não devem mais incluir interação de pessoas com dispositivos, a menos que a interface do app tenha alguma relação com a ambientação ao redor, como nos jogos de realidade aumentada ou aplicativos do mundo real como o Waze.

O que você deve considerar ao criar o vídeo para lojas de aplicativos?

Com a tecnologia em constante evolução, há uma grande quantidade de hospedagem de vídeos nos aplicativos.

Combine isso com o fato de que os usuários preferem aqueles que tenham uma curta duração. Isso muda totalmente o paradigma na forma como se consome vídeos nos nossos dispositivos portáteis.

Veja, a seguir, a importância do vídeo na loja de aplicativos criado de maneira correta.

Conteúdo de vídeo

Começar com sua mensagem mais convincente é a chave para conquistar mais engajamento e ampliar a taxa de instalação dos usuários que optam por assistir ao seu vídeo.

Ao contrário de outros tipos de vídeos, os das apps stores não são tutoriais. As pessoas que assistem a esses vídeos querem entender por qual motivo precisam do seu produto e não como usá-lo.

Os jogos, por exemplo, são frequentemente julgados pela qualidade dos gráficos, animações, UX, narrativa e mecânica de jogo real. 

Assim, o vídeo tem uma grande vantagem sobre as imagens estáticas, visto que pode capturar a aparência real e a emoção do game.

Como muitas categorias estão saturadas, pense no que torna seu jogo diferente e certifique-se de destacar esse ponto quando ele começar. A menos que sua marca seja muito reconhecida, não inicie o vídeo com seu logotipo e créditos.

No caso de aplicativos não relacionados a jogos, que são a maioria dos casos, a primeira coisa que você destaca ao lançar seu app para usuários em potencial não são suas belas animações e UI / UX ligeiramente melhores.

Portanto, nessas situações, utilize a mesma lógica do seu vídeo e apresente o que você acha que são as verdadeiras propostas de valor que convencem as pessoas a baixarem seu aplicativo.

Duração do vídeo

Seja breve. A Apple permite que você crie vídeos de 15 a 30 segundos e o Google, anteriormente, permitia mais tempo. Porém, com as novas políticas esse limite temporal é de 30 segundos.

Não fique tentado mostrar tudo o que você tem, uma vez que a maioria dos usuários não terá paciência o suficiente para assistir até o final.

Som e narração

Ter uma boa narração, SFX e música de fundo é interessante. Mas muitas pessoas assistem a vídeos em locais públicos e seus telefones podem estar silenciados.

Tenha como inspiração todos os vídeos sem som que são reproduzidos de forma automática no feed de notícias da sua rede social. Além disso, envolva os usuários com legendas, textos explicativos e telas de transição cronometrada que contextualizam a rica experiência visual.

Qual a importância do vídeo nas lojas de aplicativos?

De acordo com a publicação da agência Apptamin, mencionada acima, a presença de um vídeo na app store aumenta a taxa de conversão de usuários entre 15% e 30%.

Além do mais, apenas um vídeo no app preview apresenta uma performance 18% mais elevada do que quando há dois vídeos sobre o aplicativo.

Os números são positivos, ainda, quando a mídia é apresentada em modo retrato: 15% a mais do que quando está em modo paisagem.

Desta forma, a taxa de conversão sobe para 20% quando o vídeo é seguido de dois screenshots em vez de um mosaico, com uma mensagem dividida em duas imagens.

A riqueza visual dos vídeos oferece, com isso, uma excelente maneira de entregar mensagens que, muitas vezes, não são transmitidas tão bem por meio de texto e imagens estáticas.

Com uma amostra do aplicativo ou vídeo da Play Store, você tem o potencial de educar os usuários a fim de que eles compreendam suas propostas de valor. Além disso, você também apresenta a eles uma simulação mais eficiente da experiência do seu aplicativo.

E o mais importante é que você vai deixar seus espectadores entusiasmados com seu produto, possibilitando que eles se envolvam e se tornem potenciais usuários de alto valor para sua marca.

No entanto, é importante salientar que, para obter esses percentuais, é necessário seguir as exigências de cada loja de app para a publicação de vídeos nas páginas de download dos apps.

Regras das Apps Stores

 

No Google Play Store você precisa ficar atento há alguns pontos, como:

  • Desativar anúncios e monetização dos vídeos;
  • As mídias não podem ter conteúdo protegido por direitos autorais;
  • A configuração do vídeo deve estar como pública ou não listada.

Em relação à App Store, é preciso:

  • Tempo de duração deve ser entre 15 e 30 segundos;
  • Deve ser feito com captura de imagens do próprio aplicativo;
  • Não pode ter mãos sobrepostas nas imagens do aplicativo;
  • Deve apresentar os principais recursos do aplicativo;
  • É possível ter até três vídeos na app store, para cada idioma.

Em ambas, é recomendável que:

  • O vídeo tenha todos os recursos do app concentrados nos primeiros segundos de vídeo;
  • Mostrar apenas funcionalidades presentes no aplicativo, sem dar a entender que há uma função que na verdade não é oferecida;
  • Não dê foco à marca ou a narrativas, o ponto principal do vídeo são as funcionalidades do aplicativo;
  • Não coloque pessoas interagindo com o aplicativo. Use capturas de tela para a criação da mídia;
  • Evite a utilização de imagens pré-renderizadas, pois elas podem dar uma falsa impressão de experiência de jogo;
  • Mantenha os vídeos no modo paisagem, ao invés do retrato;
  • Mantenha os vídeos com, no máximo, 30 segundos de duração;
  • Não mencione desempenho ou possíveis informações promocionais de compras in-app;
  • Não produza vídeos com restrição de idade;
  • Certifique-se de que o texto do vídeo na app store esteja legível.

Conclusão

A importância do vídeo na loja de aplicativos é um fato inquestionável nos dias de hoje. O ranqueamento, tráfego orgânico, entre outros pontos são essenciais para que seu app ganhe notoriedade e relevância no concorrido mercado de aplicativos.

Assim, você deve adotar medidas que otimizem suas aplicações móveis a fim de ganhar destaque no mercado e ficar à frente dos seus concorrentes.

Gostou de saber sobre a importância do vídeo na loja de aplicativos e como ele impacta a taxa de conversão de apps? Então, assine nossa newsletter agora mesmo e receba em primeira mão mais conteúdos como este! Mantenha-se informado com o blog RankMyApp.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.