fbpx

Como funciona o ranking das lojas de aplicativos

Postado em 17 de dezembro de 2019.

560{icon} {views}

Para que um app conquiste um bom rankeamento em uma loja de aplicativo, é necessário que o seu trabalho de ASO seja feito com eficácia. Contudo, sabemos que, para isso acontecer, não basta apenas traçar estratégias de marketing mobile.

Não há uma maneira assertiva de responder a essa questão, já que as duas principais stores mantêm seus critérios de rankeamento em sigilo. No entanto, já foi constatado que alguns pontos são relevantes para seu bom posicionamento. Confira alguns deles.

Fatores de influência

Após diversos estudos e teorias divulgados na internet, como o Resultados de Testes e Estatística, do Gerente de Conteúdo de Marketing Alex Walz, foi constatado que alguns fatores realmente têm influência no rankeamento dos apps nas stores.

A maioria dos pontos relevantes para o bom posicionamentos dos softwares envolve palavras-chave, uma vez que 50% dos usuários costuma buscar pelos aplicativos nos resultados de pesquisas das lojas.

Mesmo apresentando diversos pontos em comum, as principais lojas de app apresentam algumas diferenças entre si. Veja, abaixo, quais são os principais fatores de classificação delas.

Google Play Store

São conhecidos, até o momento, sete pontos principais que interferem na classificação dos aplicativos na Google Play Store. Muitos desses fatores são de responsabilidade do dono do aplicativo e, também, na aplicação correta do ASO.

Nome do aplicativo

Tanto a Google Play Store quanto sua principal concorrente fazem pesquisas de palavras-chave no título do aplicativo. Ter uma keyword no nome pode aumentar em até 10% as suas chances de boa posição no ranking de pesquisas.

Descrição

A loja de aplicativos do Android usa a descrição dos softwares para as buscas. Por isso, é de grande importância ter palavras-chave em seu conteúdo, especialmente nas primeiras linhas.

A descrição dos aplicativos na Store da Google é dividida em descrição curta e descrição completa. A primeira consiste nos 80 primeiros caracteres antes da opção de “leia mais”, tornando-se, assim, ainda mais relevante que o restante do conteúdo.

Backlinks

Algumas estratégias de SEO foram incluídas no seu ranking de pesquisa. Isso fez com que os donos de aplicativos criassem um site ou blog para que, assim, seus apps também fossem encontrados se pesquisados no buscador web.

Compras no aplicativo

O título das opções de compras no site também devem conter a palavra-chave, uma vez que esse fator, somado à sua descrição, é indexado nas classificações de pesquisas do app.

Classificação e comentários

Os comentários feitos na Google Play são analisados, e verifica-se se há palavras-chave neles. Esse ponto, juntamente com a avaliação app, é de grande relevância no momento de as stores classificarem seu software. Quanto melhor sua classificação, melhor seu posicionamento.

Atualizações

Quanto mais o produto é atualizado, melhor o rankeamento dentro da loja de aplicativo. Isso acontece porque, com a frequência de atualização, as avaliações tendem a ser melhores, o que dá maior relevância ao produto.

Download e engajamento

Quanto maior o número de downloads, maiores as chances de ter um posicionamento melhor nas buscas. O engajamento (avaliações e comentários) também ganha pontos nesse fator.

Apple App Store

Alguns dos fatores de classificação da App Store são semelhantes aos de sua concorrente, mas, mesmo assim, alguns desses pontos são novidade no IOS. São eles:

Nome do app

Assim como na Play Store, deve incluir a palavra-chave no nome do app, que deve ter até 30 caracteres (contra 50 caracteres da concorrente). Recomenda-se que o título tenha o nome da marca, de maneira sutil e, também, com abreviações.

Legenda do App

Esse recurso só ficou disponível no IOS 11 no final do ano de 2017. O espaço, localizado bem abaixo do título do aplicativo, disponibiliza 30 caracteres para a descrição do produto. As palavras-chave contidas nesse campo já estão indexadas nos algoritmos de buscas da loja.

Campo de palavra-chave

O IOS disponibiliza um campo apenas para a inclusão de palavras-chave. São 100 caracteres destinados à ação que, dentro do sistema da Apple, contribuem para a localização do software dentro de sua store.

Compra no app

Assim como na loja da Google, as opções de compra nos apps que são disponibilizados na loja da Apple devem conter, em seus títulos, a palavra-chave, uma vez que já são indexados na classificação de pesquisa do software.

Classificação e comentários

Os comentários e avaliações de aplicativos são de grande relevância à App Store. Uma das vantagens oferecidas pela loja é a possibilidade redefinir as críticas negativas e, assim, começar do zero a coleta de avaliações.

Atualizações

As atualizações têm ligação com as classificações e comentários, uma vez que, durante as atualizações, novos recursos são lançados e problemas são corrigidos. Com isso, há mais chances de avaliações positivas.

Downloads e engajamento

Assim como na loja concorrente, o número de downloads e engajamento é relevante no momento de ranquear o seu aplicativo. É importante, ainda, para ter uma noção de aceitação do seu produto.

Fatores ocultos

Em ambas as lojas há fatores de classificação que são mantidos em sigilo e que, até o momento, ninguém sabe exatamente o que são ou o que envolvem. A única certeza sobre isso é que esses pontos são mais complexos no ranking Play Store do que na App Store.

Faça uso da tecnologia

Para se aprofundar no tema e entender melhor a importância de otimizar o seu conteúdo para que ele tenha um bom rankeamento, confira o conteúdo exclusivo Elementos de Otimização.

A RankMyAPP oferece uma tecnologia que determina quais as melhores medidas a serem tomadas nas suas estratégias de ASO. Conte com a nossa ajuda para isso e, para mais conteúdos como este, assine nossa newsletter.


Posts Relacionados

Related Posts

Artículos Relacionados

: