Funil de m-commerce: descubra como testar seu app

O marketplace chinês Alibaba encerrou 2017 com um número astronômico – mesmo para padrões gigantescos do país oriental: 80% do total de vendas realizadas foram feitas por meio do celular. Isso significa um faturamento de R$ 13 bilhões de dólares. Quase o dobro do ano anterior.

Apesar dos números do Brasil ainda serem tímidos, tudo caminha para sermos uma futura China. O brasileiro já está ambientado com plataformas digitais. A prova disso é que mesmo com dois anos seguidos de queda do PIB, os números de vendas por e-commerce cresceram. Só para ilustrar, foram R$ 21 bilhões de reais de faturamento, apenas no primeiro semestre de 2017.

Isso, somado com a democratização do acesso 3G e 4G e o fato do celular ser o principal meio de acesso à internet no Brasil, contribuíram para os recentes números apresentados: as compras feitas por celular cresceram 35,9% em número de pedidos e 56,2% em termos de faturamento de janeiro a junho de 2017.

Devido a esses fatores, as lojas de varejo estão investindo no m-commerce: vendas por meio do mobile. Seja emaprimoramento da experiência do consumidor, na melhoria dos sites responsivos e dos aplicativos ou oferecendo vantagens comerciais para alavancar as vendas nos smartphones – todos entenderam que precisam estar no mobile.

m-Commerce: Características e desafios

No entanto, poucos levam em consideração as peculiaridades e desafios do m-commerce.

Por exemplo, uma das principais características do mobile é que consumidores utilizam os dispositivos para procurar produtos e, também, para envolver-se com marcas e pesquisar preços. Ou seja, mesmo quando não estão realizando compras no celular, efetivamente, os aparelhos ainda têm um grande impacto nas vendas em outras plataformas.

Já um dos desafios é a experiência mobile. Assim como é feito no desktop, os aplicativos precisam ser otimizados para cada uma das etapas do funil, direcionando o consumidor a finalizar a compra.  E algumas vezes, isso está sendo esquecido.

Para entender melhor sobre as peculiaridades e características do mobile, você pode contar com a ajuda do RankMyApp. Leia nosso blog, cadastre-se na newsletter, siga nossas redes sociais: Facebook no Linkedin e no Twitter.

E para te ajudar a superar os desafios, vamos conversar um pouco mais sobre como funciona o funil do m-commerce.

Como testar seu app por meio do funil de m-Commerce

O funil de m-Commerce busca recorrência. Ou seja, que o usuário, além de tornar-se cliente, seja assíduo e volte em breve para realizar uma nova compra. E ainda indique a loja para outras pessoas. Vamos mostrar cada uma das etapas e como o processo acontece:

funil-de-vendas

Topo do funil (descoberta): o objetivo dessa etapa é aumentar o alcance da marca e garantir uma experiência do usuário excelente. Nessa fase, o ideal é realizar os testes de UX na plataforma e trabalhar, além das questões funcionais e práticas, o lado emocional da experiência.

Antes todo mundo fazia sites para usuários que estavam sentados em frente ao computador. Agora, tratando-se de mobile, o contexto passa a ser essencial. Afinal, onde seu usuário estará no momento em que vai acessar o seu site? Fora isso, a plataforma precisa ser mais do que responsiva, e sim, otimizada para mobile. (Sabia que existe uma grande diferença?).

Meio de funil (consideração e conversão): o meio do funil do m-commerce consiste, basicamente, na escolha do produto (onde o usuário considera sobre a compra), o cálculo do frete e o pagamento (o momento onde a conversão é feita).

Ou seja, nesse momento, a disposição e clareza das informações e o engajamento dos usuários com os produtos precisam ser testados. Será que o conteúdo está bem posicionado? E as imagens? Os botões estão adaptados para o mobile? Como está a conversão para outro device?

Fundo do funil (relacionamento e retenção): o final do ciclo de vendas consiste em criar uma ótima experiência no fluxo de check-out (finalização da compra) e incluir um gatilho para um loop de feedback positivo com os consumidores, como uma nota de agradecimento ou uma oferta direcionada.

O mobile dispõe de uma série de tecnologias para aproximar os clientes e oferecer ótimas estratégias de upsell como geolocalização, bluetooth, acelerômetro, câmara e notificações. Teste e use a seu favor.

Para concluir, tratando-se de testar o seu funil de m-commerce, é sempre importante otimizar todos os elementos nas diferentes etapas do funil. Você nunca vai descobrir o que funciona para seus usuários sem traçar a jornada, realizar muitos testes A/B e analisar as hipóteses.

Quer saber mais sobre etapas do funil de vendas, e-commerce e vendas em aplicativos? Confira os outros conteúdos de nosso blog! E, se precisar de ajuda para otimizar seu app, fale com a gente!