fbpx

Funil de marketing: como adaptar estratégias e melhorar resultados?

Esta postagem foi publicada em 14 de março de 2018.

O funil de marketing pode ser definido como um método para acompanhar o consumidor desde o primeiro contato que ele faz com a empresa, durante o processo de compra, na efetuação da compra de fato e até o feedback final.

Com o controle dessas etapas, é possível oferecer um serviço de qualidade para o usuário por meio de estratégias para cada tipo de perfil. Essas ações trabalham muito bem com o mobile marketing e são indispensáveis para o seu negócio.

Por que é importante investir em mobile marketing?

Estratégias de marketing para dispositivos móveis são opções  muito vantajosas para empresas que estão se adentrando no mercado mobile, principalmente, por ser uma opção mais barata. Com o m-marketing, é possível oferecer um serviço para um público que tenha potencial para ser um consumidor engajado.

Essas ações para a divulgação da marca dependem de alguns fatores, como a adaptação para um site responsivo, assim, facilitará o mobile commerce. Estratégias como essa podem ser feitas por SMS ou, então, QR Code, que encaminhará o usuário para todos os canais e até o próprio aplicativo da empresa.

Adicionar o mobile marketing na hora de desenvolver um aplicativo otimizado com ASO pode potencializar o crescimento da marca, já que usuários engajados tendem a usufruir de várias adaptações que o empreendimento oferece.

Como o funil de mobile marketing funciona hoje?

O marketing digital cresce de acordo com o aumento do uso de dispositivos móveis. Os consumidores estão cada vez mais comprando pelos celulares e usufruindo do m-commerce. E, com o aumento de vendas pelo celular, consequentemente, o marketing também aumenta.

Etapas do funil

O funil de marketing é dividido em algumas etapas. Como um funil de verdade, essas etapas são divididas em camadas. Desde a parte mais larga, onde há interesse, público e serviço, e a parte mais fina, que é a concretização da compra. Vamos explicar melhor:

Visitantes (topo do funil)

O topo do funil é composto por visitantes, de uma forma bem generalizada. Podem estar ali usuários que só entraram no site por curiosidade e os que realmente têm interesse e estão pesquisando preços e especificações. Muitas dessas pessoas chegam ali por meio de links patrocinados e afins.

Nessa etapa, a primeira jogada acontece. Para o usuário continuar no funil e passar para a segunda parte do funil (lead), convertê-lo por meio de uma landing page é uma boa estratégia.

Leads (meio do funil)

Nesta etapa, o usuário provavelmente já acessou o seu site e deu informações básicas, como nome completo, e-mail e celular para acessar um conteúdo específico. Agora, ele provavelmente já pesquisou sobre o produto ou serviço e se mostra interessado.

Ter esses dados é importante para uma comunicação posterior com o futuro cliente. Mas, também é preciso entender que esse usuário ainda não foi convertido. Não há certeza que ele vai concluir a compra ou usar o serviço. E, nesse momento, empurrar o produto não é uma boa ideia. O melhor a se fazer é conquistar o cliente, e não apenas vender.

Nessa conquista, contar com uma estratégia da equipe de marketing faz toda diferença. É por meio do lead que as chances de concretizar o processo de compra aumentam. Então, estudar e conhecer o seu consumidor, direcionando-o para o material certo trará resultados.

Clientes (fundo do funil)

A última etapa, mais conhecida como fundo do funil, é o processo final para o usuário definir se vai de fato concretizar a compra e virar ou não um cliente. Mesmo pesquisando em outros lugares, já existe uma familiaridade com o seu site, uma curiosidade em ver o feedback dos outros clientes, o que já te deixa um passo a frente.

E, por fim, quando o usuário se torna um cliente, é interessante investir em estratégias pós-venda, que o manterá em contato com a sua marca e as chances de ter uma regularidade de compras poderá aumentar.

Como adaptar suas estratégias?

As estratégias podem começar com o entendimento de quem é o seu consumidor e o que ele está procurando. Criar personas e articulá-las nas estratégias é fundamental. Além de definir o caminho que o usuário faz até efetuar a compra, assim, você desenvolverá a melhor abordagem.

Ter, então, um planejamento com a equipe de marketing é essencial. Apresentar as personas e os leads a essa equipe, para ela também entender quem é o cliente que está lidando fará com que o atendimento seja personalizado.

Por fim, trabalhar com algumas extensões do seu site farão com que o cliente esteja mais engajado nas suas propostas. Ter um blog, apostar em mídias sociais, fazer o envio de newsletters e até desenvolver cases com conquistas da marca.

O funil de marketing, também conhecido como funil de vendas, é a aposta certa para conhecer todos os passos que o cliente dá na hora da compra, te dando mais controle da movimentação e funcionamento do seu negócio.

Quer ter mais base sobre as tendências mobile para empresas e otimização de aplicativos? Entre em contato com a RankMyApp!