-->

Novidades e tendências sobre tecnologia e aplicativos

Mercado

Saiba quais são as principais diferenças entre apps nativos e híbridos

30 de junho de 2021

Para proporcionar uma boa experiência mobile para seu público, é necessário entender a diferença entre app nativo e híbrido. Afinal, cada uma dessas opções oferece funcionalidades diferentes. Por isso, você precisa compreender como elas atendem às necessidades dos usuários e de que forma podem ajudar nos negócios.

Sendo assim, o RankMyAPP preparou esse conteúdo para tirar todas as suas dúvidas sobre a diferença entre aplicativo híbrido e nativo. Dessa forma, esperamos que você possa analisar as vantagens e desvantagens de cada uma das opções e definir o melhor caminho a ser seguido.

Aplicativo nativo

Possivelmente, app nativo é o tipo mais conhecido pelos usuários. Ele é desenvolvido para sistemas operacionais específicos, como Android e iOS, e programado a partir da linguagem nativa desses sistemas, daí vem a nomenclatura.

Por serem feitos “sob medida”, esses apps podem acessar outras aplicações do smartphone, como câmera, GPS, calendário e afins. Dessa forma, a harmonia com o seu aparelho se torna muito maior e o aplicativo, por sua vez, é muito eficiente. Com isso, a experiência do usuário acaba beneficiada.

Principais vantagens

  • Maior sincronia com o sistema operacional e outras aplicações do smartphone;
  • Costuma apresentar menos falhas;
  • Pode oferecer algumas funcionalidades offline;
  • Possibilita opções de UX mais rebuscadas.

Principais desvantagens

  • Pode ser mais caro e trabalhoso de desenvolver;
  • Necessita de validação do sistema operacional para entrar nas app stores;
  • Não é tão simples de manter, uma vez que a linguagem de programação é mais complexa;
  • Consome espaço de armazenamento interno.

Um pequeno “parêntese”: o App Web

Antes de entender a principal diferença entre app nativo e híbrido, você precisa saber o que é um App Web. Esse tipo de serviço nada mais é que uma aplicação que pode ser acessada a partir de browsers, sem precisar de um download.

Por isso, você pode acessar o aplicativo, a partir de qualquer sistema operacional, pelo navegador instalado no smartphone ou no computador. Alguns exemplos de apps web são os serviços fornecidos pelo Google, como Drive, Maps, Gmail e outros.

 

diferença-de-app-nativo-e-hibrido

Aplicativo híbrido

De maneira simplificada, pode-se dizer que um app híbrido é o tipo de serviços que aparece nas duas versões citadas anteriormente: nativa e web. Dessa forma, ele pode ser utilizado tanto por navegadores quanto por downloads em smartphones.

Isso porque ele é codificado em JavaScript, HTML e CSS, linguagens que funcionam tanto para sites mobile quanto para aplicativos baixados em uma app store. Assim, a principal diferença entre app nativo e híbrido seria a codificação, afinal o primeiro é desenvolvido para plataformas específicas e o segundo não.

Principais vantagens

  • Apresenta funções de um aplicativo nativo, mas também pode ser utilizado via browser;
  • Possibilita um desenvolvimento mais ágil e barato;
  • Possui manutenção simplificada.

Principais desvantagens

  • É mais propenso a apresentar falhas, uma vez que não tem linguagem exclusiva para determinado sistema operacional;
  • Limita as opções de design da interface;
  • Pode ser mais lento que um aplicativo nativo, já que não funciona em sincronia com sistemas específicos.

Qual das opções é mais indicada para a minha empresa?

Agora que sabe a diferença entre app nativo e híbrido, você deve estar se perguntando qual é a opção mais indicada para sua empresa. Afinal de contas, as duas alternativas oferecem vantagens e desvantagens que podem se ajustar a diferentes estratégias e modelos de negócio.

No entanto, vale ressaltar que não há uma resposta definitiva para essa questão. Isso porque a escolha entre um aplicativo híbrido e um nativo vai depender de muitos fatores, principalmente do comportamento do seu público em ambiente digital. Sendo assim, você precisa fazer pesquisas com os usuários.

Um aplicativo híbrido é ótimo para quem quer realizar testes, dispõe de poucos recursos financeiros, não se preocupa tanto com layout ou precisa desenvolver um app rapidamente. Já se você quiser oferecer uma experiência mais exclusiva e tiver um budget um pouco mais alto, uma aplicação nativa pode ser viável. Ela costuma ser mais estável e rápida em smartphones.

Lembre-se: para lançar um aplicativo, híbrido ou nativo, o mais importante é garantir que ele seja realmente útil e inovador. Ademais, é essencial que ele esteja otimizado para as app stores e os buscadores. Assim, maiores são as chances dos usuários encontrarem seu app quando procurarem por determinados serviços.

Esteja sempre atento às tendências do mundo mobile

Esperamos que você não tenha mais dúvidas sobre a diferença entre app nativo e híbrido. Com as informações desse texto, traçar uma estratégia mobile para a sua empresa vai ser muito mais simples. Em todo o caso, não deixe de assinar a newsletter do RankMyApp para receber mais novidades do universo digital.


Fique por dentro de todas as novidades

Quer saber o que mais podemos
oferecer para o seu APP?

Agende uma reunião