Novidades e tendências sobre tecnologia e aplicativos

Mobile Marketing

5 boas práticas na hora de criar a descrição de app

1 de dezembro de 2020

De acordo com estudos promovidos pelo RankMyAPP, cerca de 5% dos usuários leem a descrição de app completa antes de baixá-lo. Apesar disso, a maioria deles faz, pelo menos, uma leitura dinâmica das palavras-chave principais do conteúdo.

Existem dois tipos de app description: a longa descrição, presente nos modelos Android e iOS, e a curta descrição, presente somente no Android. Em cada uma das opções, existem diferentes níveis de impacto quanto à visibilidade, ao ranqueamento de palavras-chave, à conversão e mais.

Por isso, é importante entender os fatores que influenciam a taxa de instalação do seu app, começando por como fazer uma boa descrição, seja ela do tipo curto ou longo.

1.Coloque as informações mais importantes no começo

O usuário faz uma leitura rápida da descrição, por isso, as informações mais relevantes devem ser as primeiras. Neste caso, trabalhar com um texto objetivo é uma ótima estratégia.

No Android, a curta descrição é o segundo elemento que mais impacta na conversão da página, atrás apenas do título. Já na App Store, a longa descrição é o campo com menos potencial de impacto.

Ainda assim, é importante focar, principalmente, nos elementos “above the fold”, ou seja, no primeiro parágrafo, que o usuário pode conferir sem clicar em “ler mais”.

2.Construa um discurso para a conversão

Após o título, a curta descrição é o campo textual de maior visibilidade para o usuário, por isso, é um espaço para incentivar o download de aplicativo. É fundamental que o conteúdo forneça os benefícios do app, as principais funcionalidades e as vantagens.

Caso deseje, nesse espaço, também é possível trabalhar textos e campanhas de performance em épocas sazonais. Lembre-se de realizar constantes testes A/B para analisar como o usuário reage a diferentes calls to actions.

3.Utilize keywords!

A otimização por meio do ASO é um exemplo de descrição para app que atua na melhora da visibilidade a partir das lojas. Para isso, é possível criar estratégias desde o estudo das keywords que possuem mais fit com o segmento do aplicativo.

Além disso, deve-se considerar o volume de busca. A repetição de palavras-chave na densidade de 1 a 3%, na longa descrição da Play Store, é tida como uma boa prática de ASO, pois, ajuda os algoritmos a entenderem a importância daquela palavra para aquele aplicativo e, assim, ranqueá-lo melhor para essas buscas.

descrição de app

A longa descrição é usada para testar diversas keywords, por ter um número máximo de caracteres alto e chance de repetição de muitas palavras-chave. Vale lembrar que, no iOS, as keywords otimizadas em um campo não podem ser repetidas em outro.

Essa estratégia de descrição de app também deve ser usada sempre levando em consideração a experiência dos usuários ao lerem o conteúdo e a relevância das palavras-chave escolhidas, que devem ser termos que geram downloads para o aplicativo.

Aprenda a otimizar o seu app da maneira correta

Como o ASO te ajuda a ganhar destaque dentro das app stores

 

4.Faça traduções

Caso você disponibilize o seu aplicativo para países com línguas diferentes, é importante realizar as traduções da descrição de app por meio de um falante nativo de cada idioma. Se isso não for possível, você pode contar com duas opções disponibilizadas pelo Google.

A primeira é por meio da compra de traduções, em que profissionais terceirizados realizam o trabalho. Neste caso, você trabalhará diretamente com o fornecedor para gerenciar traduções e lidar com problemas de suporte. É preciso adicionar a localização dos recursos gráficos às traduções dos textos, para que eles sejam traduzidos também.

A outra forma é por meio de traduções automáticas: se um usuário acessar o aplicativo no Google Play, em um idioma para o qual ele não estiver traduzido, verá o conteúdo traduzido automaticamente via Google Tradutor. Nesses casos, o título e outros textos dos Detalhes do app, como “o que há de novo na versão?”, não serão traduzidos.

5. Use emojis

Os emojis podem ser uma boa estratégia e forma de se diferenciar da concorrência, conforme a situação e o tipo de store. No Android, por exemplo, os emojis não têm impacto na visibilidade do aplicativo, mas, sim, na conversão.

Dependendo do tipo de branding do aplicativo, é possível adicionar as carinhas nos campos de curta e longa descrição, buscando uma comunicação mais próxima com o usuário. É importante realizar teste A/B para analisar se o público do app realmente se identifica com esse tipo de comunicação.

No iOS, não é possível inserir emojis em nenhum campo visível para o usuário. A única área na qual é possível inserir emojis é o keyword field, porém, por ser um espaço oculto para o usuário, essa é uma estratégia que não vale a pena ser utilizada nesta plataforma.

Como ponto de atenção, prefira sempre os emojis “oficiais” das lojas, pois, caso não o sejam, eles podem aparecer desconfigurados ou de maneiras completamente diferentes nos dispositivos dos usuários, deixando a comunicação desalinhada ou incompreensível.

Para mais dicas, conte com especialistas!

A otimização da descrição de app faz toda a diferença na forma como o usuário enxerga seu aplicativo nas stores. Apesar de as dicas serem muito úteis, o desenvolvimento de uma boa descrição requer estudos, análises de mercado, tendências, competição no segmento e muito mais.

Por isso, caso deseje se destacar, o recomendado é contar com uma equipe de especialistas. O RankMyAPP é a primeira empresa brasileira 100% focada em inteligência e performance mobile, atuando com tecnologia própria para otimizar e melhorar a performance dos resultados dos aplicativos. Agende uma reunião!

 


Fique por dentro de todas as novidades

Quer saber o que mais podemos
oferecer para o seu APP?

Agende uma reunião