fbpx

App para smartwatch: veja se é o momento de investir em um

Postado em 18 de outubro de 2019.

Dispositivos wearables (vestíveis) são cada vez mais uma realidade. A tecnologia não para de avançar, e em meio a tanta novidade surgiu a união de um simples relógio de pulso com o smartphone: o smartwatch.

Diferentes marcas oferecem o dispositivo, começando por Apple, Samsung, Fóssil e Xiaomi (com uma versão de preço mais acessível). A adesão é tanta que o aparelho pode ser encontrado facilmente em lojas de bairro. Mas qual seria o motivo de todo esse sucesso?

Smartwatches fazem com que algumas tarefas diárias sejam otimizadas. Por exemplo, receber e enviar mensagens de voz, chamar carros particulares, efetuar pagamentos e ainda ter o desempenho do seu corpo monitorado enquanto faz atividades físicas.

Outro ponto proveitoso desse dispositivo wearable é a economia de bateria do smartphone, uma vez que o usuário não precisará ficar checando o smartphone o tempo todo. Ou seja, o smartwatch cumpre uma das principais premissas da tecnologia: facilitar nossa vida e economizar nosso tempo.

Por que criar um app para smartwatch

Uma pesquisa realizada pela Cisco afirmou que o ano de 2019 sofreria um aumento mundial de meio milhão de dispositivos wearables em uso. Também no início deste ano, a IDC Brasil informou que a categoria é a que mais cresce quando falamos em dispositivos móveis.

Além disso, a empresa que cria um app para smartwatch tem a chance de ganhar a atenção dos early adopters — grupo que está sempre atento aos lançamentos tecnológicos. Se sua empresa criar uma solução inovadora e ainda tiver um app que desempenhe bem a função no smartwatch, pode ganhar a fidelidade dessas pessoas.

Ter uma empresa que possua um app para smartwatch pode proporcionar também um marketing espontâneo. Lançando um app que seja para smartwatch, as chances da sua marca aparecer na mídia de forma orgânica, sem a necessidade de uma publicidade paga, são maiores.

Com dados de pesquisas, como as da Cisco e IDC Brasil, apontando para um futuro de sucesso no ramo do smartwatch, há muitos motivos para apostar em algo que melhore a experiência do usuário.

Invista em apps que priorizem a experiência do usuário

O interessante aqui é aproveitar o que o smartwatch tem de mais forte. Não é muito indicado criar um aplicativo que não explore todas as possibilidades de interação que um OS de smartwatch oferece.

O sistema operacional para dispositivo wearable do Google, por exemplo, utiliza os seguintes tipos de interação: aplicativos por comando de voz, notificações, aplicativos nativos e mostradores de relógio.

Desenvolver um aplicativo para smartwatch que utiliza comando de voz é um bom gancho, pois essa é uma das funções mais preciosas do dispositivo: deixar as mãos do usuário livres. Um exemplo é o conhecido Keep, que em sua versão para smartwatch permite que o usuário crie uma lista só por comando de voz.

Aproveite também o fato de que o smartwatch é uma extensão do celular. Um app que fez isso muito bem foi o Wear Aware-Phone Finder. Ele dispara um alarme sempre que o smartphone está muito longe do smartwatch.

Aplicativos que podem ser utilizados por empresas também são ótimas apostas, afinal, alguém que sempre está interagindo com clientes ou co-workers precisa de uma ferramenta para facilitar esse processo. É o caso do Telegram e do Slack, por exemplo.

Conheça bem seu negócio, só depois crie o app

Nem todo tipo de aplicativo é indicado para o smartwatch. É preciso compreender as diretrizes para que seu app resulte em ótimas experiências para os usuários. O Android, por exemplo, disponibiliza materiais que dão instruções das qualidades que um aplicativo para Wear OS deve ter.

Antes de pensar em criar um app para seu negócio, é interessante entender se ele se adequa a um dispositivo wearable. Para isso, confira algumas das especificações necessárias:

  • Projeto visual: o tamanho de um smartwatch exige que o que design do app seja claro, direto, agradável e promova uma usabilidade intuitiva;
  • Funcionalidade: garanta que o app tenha uma configuração correta para se comportar como o esperado,
  • Design: siga um modelo claro e leve de notificação, assim como para qualquer outra funcionalidade, sendo reprodução de música ou GPS, por exemplo.

Por fim, para fazer um app de destaque, o especialista junto com o desenvolvedor devem ter em mente o seguinte: o usuário de um smartwatch quer receber dos aplicativos apenas informações necessárias e na hora certa.

Criar um app capaz de enviar notificações não é algo exatamente inovador. Aqueles que se destacam e entram nas listas de melhores aplicativos são os que fornecem, de forma apurada, uma interação ágil, de qualidade e com um bom layout.

Fique atento

Para se manter informado sobre tais tendências e como otimizar a performance do seu app, não deixe de acompanhar o blog do RankMyAPP. Assine também nossa newsletter para ter acesso a conteúdos exclusivos.