Início » Plano de marketing: o que é, qual sua importância e como criar o seu
Pessoa apontando para gráficos na tela de um tablet

Plano de marketing: o que é, qual sua importância e como criar o seu

O plano de marketing é um documento obrigatório para que as empresas atinjam os objetivos desejados. Independente de quanto tempo você está no mercado, sem esse planejamento, as chances de obter sucesso passam a ser mínimas.

Afinal de contas, não basta apenas ter um serviço ou produto de qualidade. É necessário que as pessoas saibam que ele existe e tenham vontade de usá-lo. Por isso, elaborar um bom planejamento, organizado e rico em detalhes faz toda a diferença. 

Mas para tudo isso fazer sentido e o plano guiar sua marca até as metas almejadas, você precisa tirar as ideias do papel e colocá-las em prática de maneira correta. 

Com este artigo, você vai entender o que significa, de fato, um plano de marketing, sua importância para os negócios e como desenvolver essa ferramenta de maneira eficiente. Fique com a gente e saiba mais sobre o assunto. 

Plano de marketing: o que é?

O plano de marketing, também chamado por planejamento de marketing, é uma espécie de mapa para conduzir as empresas até os objetivos definidos de forma eficaz.

Trata-se de um documento bem detalhado, contendo estratégias de marketing que serão realizadas dentro de um determinado período. Isso envolve análises de dados, indicadores e todas as informações relevantes para o desenvolvimento do trabalho.

As estratégias do plano podem ser desenvolvidas de forma ampla ou específica para alguma campanha, produto, aplicativo, serviço, peça publicitária e mudança de público-alvo. 

Em outras palavras, é uma ferramenta de gestão, um plano tático que se ajusta à realidade de cada organização para que alcancem suas metas. 

Qual a importância de um plano de marketing?

pessoas trabalhando e debatendo sobre alguns gráficos que estão em cima da mesa

Segundo a pesquisa feita pelo Panorama PMES, cerca de 70% das empresas reconhecem que é necessário melhorar os processos de marketing para obter resultados mais positivos.

O resultado da análise só reflete uma situação: Sem um planejamento de marketing você não consegue ter uma visão ampla, estratégica e organizada do negócio. É como se não existisse muita luz naquele túnel ou um mapa para guiar você até aquele destino. 

Ou seja, a ferramenta é essencial para traçar o caminho até o objetivo. As ações que serão criadas, quais as plataformas que serão inseridas, os custos desse trabalho e a forma para medir os resultados. 

Depois dessa estrutura central definida, através de um plano de marketing bem feito, os objetivos se expandem de acordo com a realidade de cada companhia. É possível prospectar leads, novos clientes, mais engajamento com o seu público-alvo, fidelização e uma imagem positiva de sua marca no mercado. 

Com isso, o plano de marketing não é estático e deve ser criado conforme o momento vivido por cada empresa. Outro ponto importante, é que o documento também deve ser revisado seguidamente, para entender se os passos estão sendo seguidos de acordo com o plano estratégico. 

O marketing digital

A pandemia trouxe fortes impactos financeiros para empresas dos mais variados segmentos. Com isso, as organizações tiveram que se adequar ao cenário e fazer investimentos assertivos. Isso significa que setores de planejamento estratégico começaram  a ter um papel fundamental nesse processo. 

Dentro desse contexto entram as ações de marketing elaboradas de acordo com um planejamento, principalmente na parte digital que o aporte financeiro é mais viável e ainda traz resultados mais concretos. 

A prova de todo esse protagonismo do marketing digital é refletida no resultado do estudo sobre estratégias de marketing feito pela Adaction, apontando que 76,19% das empresas querem aumentar os investimentos no setor. 

Já o marketing de conteúdo foi apontado na pesquisa do Panorama PMEs, por 85,6% dos entrevistados, como sendo a melhor maneira de retomar rumo aos negócios. 

Os tipos de planos de marketing

Antes de você colocar a mão na massa e começar a criar o planejamento de marketing, é importante entender que existem quatro tipos de planos. Cada um com seu propósito. Veja quais são:

Plano de marketing estratégico: Esse planejamento é o mais conhecido. Serve para definir as estratégias para traçar as metas a longo prazo. 

Plano de marketing operacional: Ao contrário do estratégico, esse planejamento visa definir as estratégias que serão aplicadas a curto prazo. Também é uma ferramenta para definir cronogramas, responsabilidades de cada área e outras atividades referentes à rotina da empresa. 

Plano de marketing tático: É responsável por colocar em prática aquelas ações definidas a longo prazo. Também é atribuído a esse tipo de plano, a elaboração de orçamentos, prazos e outras definições para que os passos sigam de acordo com aquilo que foi estipulado. 

No entanto, dentro de qualquer estilo de planejamento de marketing, existem aqueles pontos básicos que devem obrigatoriamente fazer parte das etapas de construção da ferramenta. São os seguintes:

Planejamento

Essa é a primeira e mais importante etapa de todo o processo de criação do plano de  marketing. Isso porque, é a partir dela, que irá surgir a base para o restante do desenvolvimento. Portanto, muita atenção e dedicação é fundamental. 

 O planejamento é quando as ideias são colocadas no papel sempre após uma boa análise de mercado, público-alvo e atual situação da empresa. Utilizar os métodos SWOT para definir fraquezas e forças do produto ou serviço também é recomendável nesse passo.

Dentro dos itens básicos do planejamento pode incluir sumário, definição do público-alvo, das estratégias a serem adotadas, dos objetivos a serem traçados e  posicionamento da marca diante do mercado. 

Realização das ações

Depois do planejamento estar completo, é hora de tirar o plano do papel e colocá-lo em prática. Em resumo, é o passo onde se realiza as ações que foram definidas, nos prazos e orçamentos estipulados para isso e utilizando as ferramentas certas. 

É também nessa etapa que são feitas as devidas correções de rumo e adequações conforme o planejamento 

Avaliação dos resultados

Considerada a última etapa do planejamento de marketing, porém, se encontra durante todo o processo. Até porque, tudo que é feito deve ser analisado para não sair nada errado lá na frente e a empresa ter que arcar com grandes prejuízos. 

É desse jeito que você pode ter mais controle e entendimento se as ações estão causando efeito positivo ou não. Isso implica em um plano de marketing mais assertivo. 

Uma boa dica para as análises, é utilizar indicadores que podem ajudar a trazer dados mais concretos referente às análises feitas. Um deles é o ROI que indica qual foi a taxa de retorno sobre o investimento aplicado. 

Quais as estratégias de marketing?

Pessoas em uma sala de reunião,sentadas em um sofá, analisando gráficos e o notebook aberto

e-book mobile growth

Você viu anteriormente que existem alguns tipos de planos de marketing. O mesmo acontece quando falamos em estratégia de marketing, seja para sites, redes sociais, aplicativos e etc. São muitas que podem ser escolhidas conforme a realidade e o propósito de cada empresa.  

Agora vamos te mostrar as mais utilizadas, hoje em dia, por organizações de variados segmentos. 

Inbound Marketing

Também conhecido como marketing de atração, o inbound marketing tem a função de atrair os consumidores ao funil de vendas. Desperta a vontade daqueles clientes que já possuem uma predisposição a comprar seus produtos ou consumir os serviços que você oferece. 

A estratégia possui três fases divididas em topo, meio e fundo do funil de vendas. Existem macetes para cada uma delas, até o cliente efetuar a compra. 

Marketing de conteúdo

Trata-se de uma estratégia com foco na produção de conteúdos que sejam importantes para o seu público-alvo e no momento que precisam 

Nessa gama podem estar vídeos, textos, posts em redes sociais, artigos, e-books e o que mais você achar relevante para o seu público. 

Todos esses conteúdos servem como uma espécie de atrativo, fazendo com que as pessoas tenham vontade de consumir seus conteúdos e sigam pelas etapas do funil de vendas.  

Sendo assim, há diferença entre os conteúdos feitos para as etapas do funil. Mais amplos para o topo, um pouco mais aprofundados no meio e bem segmentados na parte final. 

E-mail marketing

O e-mail marketing é uma estratégia de comunicação direta entre organização e cliente ou contatos do mailing, através de uma ferramenta utilizada por grande parte da população mundial: o e-mail. 

Pode ser utilizado de muitas formas como divulgador de promoções, envio de newsletter e anúncios de serviços e produtos. 

Redes sociais

Devido ao crescimento das redes sociais, esse tipo de marketing é um dos mais utilizados atualmente. Dedica-se a explorar todos os benefícios das plataformas mais acessadas como facebook, twitter, instagram, tiktok, entre outras. 

As inúmeras possibilidades que as mídias sociais proporcionam, permitem a criação de campanhas e posts que vão desde alguns caracteres até algo mais descontraído como uma dança, por exemplo. E essa possibilidade de diversidade é uma das vantagens desse tipo de marketing. 

Marketing de atenção

Com a correria da rotina, grande parte das pessoas tem apenas alguns minutos para navegar nas redes sociais.

 É exatamente para esses pequenos momentos que surge o marketing de atenção ou o conceito de fast communication, quando você tem apenas alguns segundos para prender a atenção do usuário e despertar seu desejo de acessar outros canais de sua marca e ingressar no funil. 

Mas para isso, é necessário fazer com que seu conteúdo se destaque no meio de tantos, enquanto o usuário estiver rolando o feed do Instagram, por exemplo. 

Portanto, é preciso conhecer profundamente seu público, suas necessidades e desejos. Nesse sentido, há muitas possibilidades. Utilize técnicas de Copywriting para fazer títulos atrativos e que sejam condizentes com o conteúdo. 

Plano de marketing para aplicativos

Homem com roupa social, analisando gráficos em um papel, com o celular na mão e um notebook aberto em cima da mesa

Para que seu aplicativo alcance o sucesso e seja notado tanto na Play Store quanto na Apple Store, também é necessário que seja feito um plano de marketing. Aliás, esse planejamento, assim como em outros produtos e serviços, é uma das principais etapas do desenvolvimento de um app. 

Por isso, separamos alguns passos importantes para o desenvolvimento de um plano de marketing eficiente para aplicativos

Defina uma persona

O primeiro passo para definir estratégias de marketing,é saber para quem o seu aplicativo é destinado. Todas as ações táticas irão partir dessa escolha. Portanto, você precisa entender como essa persona utiliza os dispositivos móveis, quais aplicativos ela mais usa, assim como sistema operacional 

Conheça a concorrência

Um bom planejamento de marketing também passa por entender quem são seus concorrentes. Essa análise faz com que você tenha mais clareza para aperfeiçoar o seu app, se for preciso,  e enxergar os diferenciais do seu produto. Veja também as lacunas deixadas pelos outros e saiba quais são as verdadeiras necessidades de sua persona. 

Crie uma posição online

Um plano de marketing competente exige marcar presença na internet. Isso implica, principalmente, na criação de blogs e sites contendo uma boa identidade visual, além de conteúdos para prospectar clientes. Nessas produções, deixa bem claro as funcionalidades do seu app, porém faça outros textos que não sejam apenas sobre o aplicativo. 

Trabalhe nas boas práticas de ASO

ASO é a sigla para App Store Optimization. Ou seja, é a otimização de aplicativos. Estratégia fundamental para que seu app tenha mais visibilidade em lojas de aplicativos e seja encontrado mais facilmente por aqueles usuários que precisam dele. 

O trabalho de ASO é constante e leva em consideração fatores como elementos visuais, ícones, textos e palavras-chaves utilizadas nos campos de descrição e título. Essas melhorias causam impacto direto no posicionamento do aplicativo durante as buscas orgânicas nas lojas.

Saiba mais sobre a otimização de aplicativos acessando esse conteúdo que preparamos sobre o tema! 

Exemplos de bons planos de marketing

Com o objetivo de deixar as coisas mais claras ainda para você, trouxemos exemplos de duas empresas que elaboraram planos de marketing eficientes. 

Starbucks

O plano de marketing da Starbuks foca exclusivamente no atendimento ao cliente e é muito competente. A marca possui um padrão de qualidade mantido em todos os estabelecimentos, em qualquer parte do mundo. São ambientes muito confortáveis com sinal de wifi estável. 

Além disso, os atendentes chamam os consumidores pelo nome e entregam o pedido. Não há nada mais acolhedor do que essa proximidade, ainda mais para tomar um café. 

Airbnb

A marca deu um exemplo excelente de humanização que gerou bastante engajamento e identificação. Isso aconteceu em 2017 com a campanha #weaccetp. Nessa época os Estados Unidos estavam colocando algumas medidas de restrição à entrada de estrangeiros. 

Diante desse cenário, o Airbnd disse ao mundo que aceitava a diversidade e assumiria o compromisso de fazer uma doação no valor de US$4milhões pelos quatro anos seguintes. E o melhor: A empresa fez isso logo na maior janela comercial do país que é no intervalo do Super Bowl. O sucesso foi imediato e a marca passou a ser relacionada a valores positivos. 

Como você pôde ver, o plano de marketing é fundamental para o crescimento da empresa, dando o direcionamento das ações até atingir o objetivo com sucesso. A RankMyApp ajuda você a fazer um plano de marketing completo para seu aplicativo e melhorar os resultados de seu negócio Entre em contato conosco e conheça nossos serviços. .

 

Também acesse o nosso blog e fique por dentro de tudo o que acontece no mundo do marketing e mobile.